Da série “Perguntar Não Ofende”: ex-deputados e seus familiares devem ter assistência médica gratuita e vitalícia?

  • Por:Ibsen Costa Manso
  • 1 Comment

Tenho tomado um susto praticamente toda manhã, quando abro os jornais e sites para fazer meu relatório de Análise de Imprensa, que envio diariamente para clientes.

 

Nem vou comentar aqui e agora a rotina do prende-e-solta, da condenação, da nova denúncia de desvio, da propina, enfim, do escândalo nosso de cada dia. Ficará para uma próxima oportunidade.

 

Ocorre que hoje, uma reportagem da Folha quase me fez cair da cadeira: tramita na Câmara, em regime de urgência, um projeto apoiado pela direção da Casa, e por várias lideranças, para estender o Plano de Saúde de suas excelências a todos os familiares de ex-deputados, que já desfrutam desse “direito vitalício”, para não dizer mamata.

 

Já achava um absurdo o simples fato de qualquer ex-parlamentar poder frequentar livremente os dois plenários do Congresso. Nos dias de votação do impeachment na Câmara, por exemplo, o que tinha de ex-deputado posando de papagaio-de-pirata foi uma grandeza. Jornalistas acabaram forçados a ficar do lado de fora por falta de espaço. No Senado não foi muito diferente. Naquela madrugada histórica, tinha até um ex-deputado completamente bêbado, esparramado na cadeira de senador.

 

Para mim, se o sujeito não consegue se reeleger, deveria voltar a ser um cidadão comum.

 

Ex-presidentes da República merecem, sim, tratamento diferenciado, por questões de segurança.

 

Agora, convenhamos, plano de saúde até para familiares daqueles que fracassaram nas urnas em eleições proporcionais?! Façam-me o favor! Desculpem, é muita cara-de-pau, em plena crise política, ética, moral e econômica pela qual estamos passando.

 

Ainda mais para alguns que não têm, digamos, um curriculum lá muito republicano, mas sim ficha corrida.

 

Há planos no Congresso que preveem até mesmo livre escolha e reembolso integral.

 

A conta a gente sabe muito bem quem paga.

 

Espero, sinceramente, que mais esse despautério seja barrado.

 

Isso é muito mais do que simplesmente legislar em causa própria. É crime de lesa-pátria.

 

Quem não quiser, ou não puder pagar um convênio, dirija-se ao SUS, por favor.

 

Já gastamos bastante com o nosso Sistema Único de Saúde, que ainda assim é de dar dó. Faltam muitos recursos. O dinheiro dessa e de outras benesses seria muito bem-vindo.

 

O dia que as atuais e ex-excelências forem forçadas a frequentar o sistema público, talvez a saúde e a educação melhorem um pouco no Brasil.

 

Embora haja controvérsias.

Postado em: Política, Posts

Comentários

Uma resposta para “Da série “Perguntar Não Ofende”: ex-deputados e seus familiares devem ter assistência médica gratuita e vitalícia?”

  1. Liana John

    Os políticos devem servir ao povo e não colocar o povo a seu serviço, não é mesmo Brasil?

    30 de junho de 2016 - 07:41 #

Deixe uma resposta